Anti-Rh Negativo

A Eritroblastose fetal ocorre quando uma mãe de Rh- que já tenha tido uma criança com Rh+ (ou que tenha tido contato com sangue Rh+) dá à luz uma criança com Rh+. Depois do primeiro parto, o sangue da mãe entra em contato com o sangue do feto e cria anticorpos contra os antígenos presentes nas hemácias caracterizadas pelo Rh+. Durante a segunda gravidez, esses anticorpos podem atravessar a placenta e provocar a hemólise do sangue da segunda criança. O exame Coombs indireto, realizado ainda na gestação, possibilita identificar se a mãe ainda não produziu os anticorpos. Nesse caso, a mulher deve tomar a imunoglobulina anti-Rh, mais conhecida como vacina anti-Rh ou anti-D durante a gestação.

BCG (Intradérmica)

A BCG (Bacilo Calmette-Guérin) é utilizada na prevenção da tuberculose e a imunização é feita nos recém-nascidos, logo após o nascimento.

Dengue

A vacina contra a ‪Dengue‬ é indicada para pessoas entre 9 e 45 anos. De acordo com as pesquisas, a proteção é de 93% contra casos graves da doença, reduzindo em 80% o número de internações. Deve ser aplicada em três doses com intervalo de seis meses entre elas.

Febre Tifóide

Essa vacina é indicada apenas em casos específicos, como para pessoas que viajarão para zonas de alta endemicidade tais como Ásia, África, Caribe, América Central, América do Sul. A vacina é contraindicada para crianças com menos de dois anos de idade e imuniza contra a Febre Tifóide.

Febre amarela

A vacina é aplicada por via subcutânea e pode ser utilizada a partir dos nove meses de idade. Ela deve ser aplicada, pelo menos, dez dias antes de qualquer viagem para áreas de risco, no Brasil ou no exterior. Imuniza contra a Febre Amarela.

Gripe

As vacinas influenza utilizadas contém uma cepa A/H1N1, uma cepa A/H3N2 e uma cepa B (linhagem Yamagata ou Victoria), uma segunda cepa B e suas duas linhagens: Yamagata e Victoria. As vacinas quadrivalentes são inativadas e não possuem adjuvantes em sua composição, sendo seguras e imunogênicas. A única contraindicação para ambas as vacinas é reação de hipersensibilidade tipo anafilática a doses anteriores. Indivíduos com reação alérgica grave ao ovo devem ser avaliados individualmente.

Haemophilus Influenzae b (Conjugada)

A vacina Haemophilus influenzae b (conjugada) é uma vacina utilizada para prevenir infecções causadas pela bactéria Haemophilus influenzae tipo b, responsável por doenças graves como meningite, epiglotite, pericardite, infecções do sangue, pneumonia e artrite séptica. A vacina é indicada para proteger crianças com idade entre dois meses e cinco anos contra essas doenças.

Hepatite A

A vacina imuniza contra o vírus VHA, causador da hepatite. Não apresenta contraindicações e é indicada para crianças a partir de 12 meses de vida.

Hepatite B

A vacina protege o fígado contra doenças e infecções virais. Indicada para pessoas de todas as faixas etárias, faz parte da rotina de vacinação das crianças, devendo ser aplicada, de preferência, nas primeiras 12-24 horas após o nascimento. Pode ser aplicada simultaneamente com a vacina BCG. Também é indicada para grupos de risco como hemofílicos, usuários de hemodiálise, portadores de doenças que implicam alto risco de transfusões de sangue ou utilização de produtos sanguíneos, profissionais de saúde e pessoas com comportamento sexual de risco.

Hepatite A e B (Combinada) Infantil e Adulto

A vacina previne infecções do fígado (hepatites) causadas pelos vírus da hepatite A e hepatite B. É indicada para crianças a partir dos 12 meses, adolescentes e adultos.

HPV

A vacina é a principal forma de prevenção contra até 4 tipos do HPV (6, 11, 16, 18). Essa imunização ajuda a prevenir o aparecimento do câncer do colo de útero, vaginal, câncer vulvar e câncer anal, além da verruga genital. Recomenda-se a vacinação para mulheres a partir dos nove anos - em especial para aquelas que ainda não iniciaram sua vida sexual, para garantir maior eficácia na proteção. Homens entre nove e vinte e seis anos de idade, em função do risco de câncer anal, também recebem indicação para a vacinação.

Meningocócica Quadrivalente – ACWY

A vacina previne meningites e infecções generalizadas (doenças meningocócicas) causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y. É indicada para crianças, adolescentes, adultos, idosos e também para pessoas de qualquer idade com doenças que aumentem o risco para a doença meningocócica.

Meningocócica C (Conjugada)

É utilizada para prevenir as doenças provocadas pela bactéria Neisseria meningitidis do sorogrupo C. Esta bactéria pode causar infecções graves, às vezes fatais, como a meningite e a sepse (infeção grave no sangue). É indicada para a imunização de todas as pessoas e deve ser administrada nas crianças a partir de três meses.

Meningocócica B

Protege contra doenças meningocócicas invasivas (meningite, meningococcemia) causadas pelo meningococo do tipo B. É indicada para crianças a partir de dois meses, adolescentes e adultos até 50 anos de idade.

Herpes Zoster

Essa vacina previne o Herpes Zóster, doença conhecida popularmente como "cobreiro". O Herpes Zoster é uma infecção viral que provoca vesículas na pele e geralmente é acompanhada de dor intensa. A vacina é utilizada em adultos a partir de 50 anos de idade, uma vez que o risco da doença é maior nessa faixa etária.

Pneumocócica (23 Sorotipos)

A vacina é utilizada para prevenir infecções causadas pela bactéria S. pneumoniae, responsável por doenças graves como pneumonia, meningite e bacteremia/septicemia (infecção generalizada no sangue). É indicada para a prevenção de infecções pneumocócicas do tipo respiratório, em pessoas acima de dois anos de idade e idosos que apresentam maior risco e para pessoas com anemia falciforme, asplênicas ou esplenectomizadas ou ainda aquelas que aguardam esplenectomia.

Pneumocócica Conjugada (13 Sorotipos)

A vacina previne cerca de 90% das doenças graves (pneumonia, meningite, otite) em crianças, causadas por 13 sorotipos de pneumococos. É indicada para crianças a partir de dois meses e menores de seis anos de idade, crianças com mais de seis anos, adolescentes e adultos portadores de certas doenças crônicas e maiores de 50.

Rotavírus

A Rotavírus pentavalente protege as crianças dos quadros relacionados ao vírus, que incluem vômito e diarreia. A vacina é indicada para crianças com menos de seis meses de idade.

Teste Tuberculínico - PPD (Teste de Mantoux)

A prova da tuberculina ou teste de Mantoux, é um dos testes complementares para diagnóstico da tuberculose. O exame PPD é feito em pessoas que estiveram em contato direto com pacientes infetados pela tuberculose para descobrir se possuem a bactéria no seu organismo, mesmo que não apresentem sintomas da doença, evitando o seu desenvolvimento ou transmissão.

Tétano

O tétano é uma doença transmissível, não contagiosa, que apresenta duas formas de ocorrência: acidental e neonatal. A primeira forma geralmente atinge pessoas que entram em contato com o bacilo tetânico ao manusearem o solo ou através de ferimentos ou lesões ocorridas por materiais contaminados, em ferimentos na pele ou mucosa. O tétano neonatal é causado pela contaminação durante a secção do cordão umbilical pelo uso de instrumentos cortantes ou materiais inadequadamente esterilizados ou não esterilizados, pelo uso de substâncias contaminadas no coto umbilical. A vacina tipo adulto é indicada a partir de sete anos de idade para pessoas que não receberam nenhuma dose da vacina tríplice bacteriana ou da vacina dupla do tipo infantil.

Tríplice Bacteriana Acelular (DPT Acelular) adulto

A vacina previne a difteria, tétano e coqueluche. É indicada para reforço das vacinas DTPa ou DTPw em crianças a partir de três anos de idade, adolescentes e adultos, gestantes e todas as pessoas que convivem com crianças menores de dois anos, sobretudo bebês com menos de um ano.

Tríplice Bacteriana Acelular (DPT Acelular) infantil

A vacina previne a difteria, tétano e coqueluche, porém, as reações adversas são menos frequentes e menos intensas. Ela deve ser aplicada a partir dos dois meses de idade.

PentaValente - Tríplice Bacteriana Acelular + Haemophilus + IPV (Combinada)

É uma vacina que combina cinco componentes em uma única injeção: IPV (pólio inativada), tríplice acelular (difteria, tétano e coqueluche) e haemophylus influenzae. Esta vacina está disponível somente nas clínicas particulares e pode ser utilizada aos quatro meses de vida do bebê e no 1º reforço, aplicado geralmente com 15 meses de vida.

HexaValente - Tríplice Bacteriana Acelular + Haemophilus + IPV + Hepatite B (Combinada)

É uma vacina que combina seis componentes em uma única injeção: IPV (pólio inativada), tríplice acelular (difteria, tétano e coqueluche), Haemophylus influenzae e hepatite B. Esta vacina está disponível somente nas clínicas particulares e pode ser utilizada aos dois e seis meses de vida do bebê.

Tetravalente - Tríplice Bacteriana Acelular + IPV

Protege contra difteria, tétano, coqueluche e paralisia infantil, é acelular, e é indicada como reforço para as crianças a partir de 4 anos.

Tríplice Viral (Caxumba/Sarampo/Rubéola)

Previne o sarampo, caxumba e rubéola e é indicada para crianças, adolescentes e adultos.

Tetra Viral (Caxumba/Sarampo/Rubéola/Varicela)

A imunização é uma atualização da tríplice viral e previne sarampo, caxumba, rubéola e também catapora. A vacina é indicada a partir dos 12 meses.

Varicela

A vacina combate a catapora. É indicada para crianças a partir dos nove meses e não tem limite de idade.